• Roland Hohberg

Quando se ganha com o sofrimento do povo

Parece a gestão das calamidades no nosso país é disputada por duas equipas de futebol com camisolas diferentes, patrocinados por países estrangeiros.


É este pensamento que faz o povo sofrer e não participar activamente na prevenção e no sistema de aviso prévio e evacuação ao nível das comunidades.


Já critiquei isso em 2009 na Conferência em Genebra (Suiça) e na Cimeira das Mudanças Climáticas COP15 em Copenhague (Dinamarca).



Em 2016 uma publicação nas redes sociais levou o Edil da Cidade da Beira a me mostrar o cartão vermelho, dois mêses depois da assinatura do meu contrato de trabalho no Conselho Municipal.


Três anos antes da tragédia de Idai.