• Roland Hohberg

O julgamento das dívidas para com nossos filhos



Cada um com seu destino. Hoje um é presidente, o outro prisioneiro.


Bem possível que os dois antigos ministros e os outros que agora andam escondidos, no futuro não celebrem mais galas pomposas juntos.


Mas mesmo em caminhos separados eles sempre guardam algo em comum:


Quando estavam em busca de mais riqueza, esqueceram-se de dar um pouco para que as crianças do nosso país conhecessem seus direitos, frequentassem a escola e se alimentassem de forma saudável.


Eles poderiam ter humildade, apoiar projectos sociais, ter mostrado bondade. Mas NÃO.


Até ficaram felizes quando as crianças do grupo Seguindo Sonhos cantaram mahala em troca de aplausos e promessas, porque isso também fazia parte do seu negócio.


Ficaram em silêncio quando os programas Academia de Sonhos, KidzNewz e Telescolinha foram suspensos, porque aí ninguém iria criticá-los em um programa para crianças e adolescentes.


Preferiram o teatro de marionetes que cantaram e dançaram nas suas campanhas. Patrão é Patrão.


O quanto eu gostaria que uma criança tivesse uma palavra no tribunal e fizesse aos réus uma pergunta simples:


"Já pensou pelo menos uma vez no futuro das crianças moçambicanas?"